GCAD_DANÇAS & CONTRADANÇAS

Categoria:

Descrição

Acessos: 1

GCAD_DANÇAS & CONTRADANÇAS

Já desde a Idade Média e antes da Nacionalidade, os bailes e danças eram essenciais à dinâmica sociológica, nomeadamente à aproximação dos sexos em idade núbil.

De facto o contacto entre rapazes e raparigas apenas era facultado à entrada e saída das missas e nos bailes, muitas vezes promovidos pelas famílias. caso não pudessem combinar os casamentos entre amigos e vizinhos conhecidos.

A generalidade destas danças eram tocadas, mesmo por um simples instrumento (flauta, violino, clarinete… – aerofones só muito mais tarde); mas um simples cantador, com alguns recursos de voz e repertório, por vezes bastava.

É de notar que em algumas comunidades (rurais ou não) havia as casas do baile, que um grupo (em sociedade informal) interessado organizava aos domingos, mediante uma quota simbólica para arrendar e manter a casa aberta ou para pagar o vinho aos músicos.

gcad ii – P 677 – 669 – 670 – 671 – 677 – 678 – 679 – 680 – 681

 

 

EXEMPLOS